sexta-feira, janeiro 19, 2007

...entrelinhas...

«A emoção estética deixa o ser humano num estado favorável à recepção de emoções eróticas. A arte é cúmplice do amor. Tire o amor e não haverá mais arte.»

Remy de Gourmont

11 comentários:

+desabafos disse...

...e quando não houver mais amor, e por consequência (ou não) também não houver mais arte, o que será do mundo?! não será nada, lietralmente nada, pois está prestes a acabar!

Ines disse...

Concordo, mas...
Estive recentementee a estudar um texto d Freud - "O Estranho" 1919, onde ele fala do outro lado do sentimento estético, o da estranheza, do que provoca mal estar. Foi preciso chegar a este texto para poder olhar para o outro lado da moeda...

Nunca é tarde...

Suzi disse...

é... entre artes e amores, terminamos tão cúmplices, uns dos outros...

;o)

Su disse...

nem sempre ..pois não??


jocas maradas

Joana disse...

Concordo...

Os artistas são "loucos" porque amam aquilo que fazem. Arte e Amor são inseparáveis!

mymind disse...

eh vdd...
=)

Fontez disse...

Interessante blog e post.
Tal post fez nascer uma questão:
"Será possível existir Arte sem amor?"

Loira em Fuga disse...

Foda-se o amor!!!
Odio... =/

B-jokasss

collybry disse...

Verdade incontestavel_______meu rasto, cõllybry

Irene disse...

sensações fortes indissociáveis...
a propósito, recebi um mail com fotos de um parque erótico na Coreia... outro do palácio de Khajuharo, na India, e são inúmeros os exemplos que sustentam esta afirmação.

as velas ardem ate ao fim disse...

Plenamente de acordo.

Criar não será o mesmo que fazer amor?

Bjos da Vela