terça-feira, fevereiro 27, 2007

...entrelinhas...

«O oposto do amor não é nenhum ódio, é a indiferença. O oposto de arte não é a feiúra, é a indiferença. O oposto de fé não é nenhuma heresia, é a indiferença. E o oposto da vida não é a morte, é a indiferença.»

Elie Wiesel

8 comentários:

Joana disse...

MAs não é possível ficar indiferente a uma frase como esta... porque ela diz tudo!

E também é impossível ficar indiferente a um blog como este...

Natalie Afonseca disse...

Olá!
Antes mais, obrigada pela visita! Sê bem-vindo!! :))

Nem mais! Adorei a frase!
A indeferença é terrível, mas também pode ser boa, no sentido de que por vezes é bom passar despercebida!

Bjs:)

Janelinhas disse...

Boa frase, muito bom blog. Vou começar a visitar ;)

João JR disse...

Sem duvida..Essa é que é essa!!!
Um grande beijo nas entrelinhas:)

Berdades disse...

Bom blog a não perder de vista.

Ines disse...

Se há cisa que me perturba é o silêncio, quando este é tradução de indiferença, de despreso.

Estou de acordo!
Só odeia quem é capaz de amar!
Só vê o feio quem têm o sentido da estética.
Só morre que realmente viveu!

uivomania disse...

A indiferença cega-nos. Não nos deixa reconhecer em cada sem abrigo, em cada velho amigo que achamos perdido, em cada malfeitor que se oculta em nós quando nos achamos triunfantes e julgamos ver o mundo aos pés.
Já o oposto, ao invés de destruir, cria e complementa.

Gato Vadio disse...

Concordo com a Joana, não é pssivel ficar indiferente..